Resenha by Tuka Ermida

“Agora sim, falando melhor.. O livro fala da história de dois amigos que cresceram juntos e em uma brincadeira de adolescentes, que logo é descoberto o que um sente pelo outro. Junto com as coisas boas, vieram as ruins, um deles acaba descobrindo que tem uma doença séria. Eles sendo tao jovens e tendo que passar por tanta coisa séria. Familia, amor, escola, amigos e saúde. Será que dá pra resistir a tamanha sensação?
No começo do livro, é algo bem jovial. Pouco antes do meio do livro, ele te prende. Você acaba sempre querendo saber mais e mais. Você se identifica muito com os personagens. Você se coloca no lugar deles, sente todas as emoçoes e tudo mais. 
Confesso que no final, eu fiquei muito sem ação. Foi realmente um choque. Fique refletindo sobre tudo por um bom tempo.
Enfim, eu que nao sou de pegar um livro assim, do nada, e realmente me surpreendi. Adorei os personagens e a história é muito linda. 

Mione, você está de parabens! Seu livro ficou ótimo! 

Resenha by Marcela Eduarda Januario

“Uma das coisas mais incríveis é que é possível ver como os dois amadurecem ao longo do livro, tendo a mesma idade que eles não sei se teria essa mesma capacidade, não sei nem mesmo se seria tão forte.
Bia, com licença sou íntima o suficiente para chamá-la pelo apelido, certamente entrou para a lista de personagens que mais admiro justamente por esse motivo, mesmo sendo aparentemente fraca e estando mal com a situação ela pareceu encontrar forças dentro de si o suficiente para apoiar o namorado no que ele precisasse. A forma que os personagens secundários foram apresentados também foi fantástica em minha opinião, como o grupo de amigos e até mesmo a família dos protagonistas.
Depois de ler “Sob as Estrelas” a única coisa que tenho a dizer é: esse livro é terrível! E o motivo pra isso é que você fica tão preso e apegado aos personagens graças a narrativa envolvente, que quando ele acaba você sente a necessidade de uma continuação IMEDIATAMENTE! É viciante e altamente recomendado para pessoas que queiram chorar, porque acredite, uma caixa de lenços pode não ser suficiente.
Muitos podem classificar o livro como um romance clichê, mas isso antes de lê-lo…”

Registrando o seu livro

No dia 21 de Janeiro eu comecei a minha saga de registrar o livro, fui direto ao local, que é o Escritório de Direitos Autorais (EDA) para registra-lo, não procurei saber antes o processo e isso acabou me atrasando bastante, de forma que só consegui realizar o registro no dia seguinte.

O que me ocasionou a necessidade de retornar ao EDA foi a falta de comprovante de residência, como conheço novos escritores (e isso não é apenas para livros, o processo de registro é para qualquer obra escrita, eu não sei como funciona obras de desenhos e outros), resolvi fazer essa postagem com o passo-a-passo, para facilita-los, sei que o mesmo se encontra no site da Biblioteca Nacional, mas eu achei o site um pouco confuso, por isso vou facilitar aqui.

Lembrando que o passo-a-passo que irei colocar aqui é para o registro de uma obra própria e para pessoa física, caso essa não seja o seu caso recomendo que entre em contato com o EDA.

Para quem não pode comparecer ao local de registro, eu os oriento a entrar no site da biblioteca nacional, indo na parte do EDA para buscar mais informações, vocês podem também clicar diretamente aqui que vai te direcionar direto ao site, se ficar com alguma duvida referente às informações contidas no site podem entrar em contato por e-mail (eda@bn.br) ou pelos telefones (21) 2262-0017 e (21) 2220-0039, lembrando que o horário de atendimento é de 2ª à 6ª, das 10h às 16h.

Para quem tem disponibilidade de ir no local (o que eu recomendo), o endereço é Rua da Imprensa, nº. 16 – 12º andar
Castelo – Rio de Janeiro. O local é bem fácil de achar e é perto da Biblioteca Nacional. Para fazer o registro você tem que estar munido da seguinte documentação:

  • Cópia do RG e CPF.
  • Cópia do comprovante de residência.
  • Cópia do CPF e RG do seu responsável legal(apenas caso você seja menor de idade).
  • Uma via da obra intelectual.
  • Comprovante de depósito.
  • Requerimento para Registro

Agora vou falar um pouco melhor sobre a documentação que deve ser levada, para não ter nenhum problema.

Comprovante de Residência.
O comprovante não precisa ser exatamente no seu nome, o comprovante de residência que eu levei estava no nome da minha mãe e era o mesmo que eu coloquei no Requerimento, o ideal (na minha opinião, eles não falaram isso na hora do registro) é que seja algum documento no nome de seus pais para facilitar as coisas, mas o documento tem que constar o mesmo endereço que você coloca no Requerimento.

Cópia do CPF e RG do seu responsável legal(apenas caso você seja menor de idade).
Como sou maior de idade eu não precisei disso, por isso aconselho em caso você seja menor de idade peça para o seu responsável legal ir com você levando esses documentos, para caso ele precise assinar algo, realmente não sei como é feito no caso de menor de idade, mas esse é o único documento diferente que consta em caso de menores de idade.

Uma via da obra intelectual.
Esse é o seu original, logicamente você deve levar uma copia do que você criou para deixar no registro, lembrando que as páginas do seu original devem estar numeradas e todas elas rubricadas, eu não levei assim e perdi um longo tempo numerando e assinando página por página.
Também é válido lembrar que a obra não pode estar encadernada, ela deve estar organizada mas em folhas soltas.
Fui tentar levar algo mais bonitinho e encadernei meu livro antes de chegar no EDA, gastei tempo e dinheiro para ao chegar lá a moça cortar a espiral e tirar a encadernação, joguei dinheiro e tempo no lixo.

Comprovante de depósito.
No caso do registro de livros, poemas e músicas o valor do registro é de R$ 20,00 por cada obra que se vá registrar, se você vai registrar por exemplo, mais de uma música, eu o aconselho à registrar como coletânea, porque aí é apenas R$ 20,00.
Você pode gerar um boleto, acho que no site, mas eu não entendo disso, por isso resolvi fazer o depósito direto na conta, indo lá no caixa, você tem uma fila para pegar (dependendo do horário) mas se algo der errado, você pode culpar o banco. Lá no EDA eles me deram o papel com essas informações e com a informação do depósito, eu simplesmente cheguei no caixa, falei que queria fazer um deposito na conta que constava no papel e entreguei para ele, o caixa pediu o meu CPF, fez o depósito e deu tudo certo, então vocês anotem os dados que passarei abaixo e façam o mesmo, cheguem no caixa e falem que querem fazer o depósito de R$ 20,00 na conta.
Vou descrever a mesma coisa que está no papel.
Dirija-se a qualquer agência do Banco do Brasil e efetue o depósito bancário informando ao operador de caixa os seguintes dados:

Transação: 210
Opção: 7
Cliente: Conta Única do Tesouro Nacional
Identificador 1: 3.440.423.420.928.830.6

O valor de R$ 20,00 é o mesmo à alguns anos, mas eu não sei quando eles vão atualizar esse valor, por isso recomendo que entrem em contato com o EDA antes de efetuar o pagamento, para ver se o valor foi alterado.

Requerimento para Registro
Esse Requerimento pode ser pego no próprio local para você preencher, lembrando que o ideal é que você preencha o requerimento em letra de forma, o preenchimento desse requerimento é rápido e oriento que vocês o leiam todo antes de preencher, qualquer dúvida que vocês tenham na hora do preenchimento perguntem à atendente. Tem uma parte no final onde você assina e coloca a data, eu recomendo que a data seja a ultima coisa que você coloque, apenas quando já tiver entregando os documentos para a moça, para caso dê algum problema e você tenha que retornar no dia seguinte não ter que preencher um novo.

Espero com isso ter ajudado vocês, lembrando que o ideal é que registrem sua obra antes de mostrarem para qualquer pessoa, para que assim não corra o risco de registrarem a obra de vocês antes de vocês. Quando o registro é feito no próprio escritório, assim que eles pegam os documentos lhe dão um comprovante que você deu entrada no registro, esse comprovante tem um número de protocolo que é gerado na hora. O prazo de conclusão do registro é de 90 dias, mas a partir do momento que você deu entrada, caso alguém queira registrar sua obra depois que você deu entrada, o comprovante com o protocolo serve como documento legal para comprovar que você deu entrada primeiro.

Resenha by Michel Souza

“Terminei de ler SOB AS ESTRELAS, livro da Mione Everdeen Le Fay.

Confesso que não levava muita fé, achei que assim como todos seus textos Mione escreveria algo extenso e cansativo. Nas três primeiras paginas o livro não me chamou atenção, mas parece que após isso os personagens conseguem te cativar de uma forma impressionante. A autora parece a cada pagina se aprimorar mais em sua forma de escrever, quando chega na metade você já não consegue mais abandonar o livro. O livro tem varias citações de filmes e livros mais esse não é o ponto alto do livro, são nas partes dramáticas em que ela se supera e nos faz por diversas vezes fechar o livro, pensar na vida e enxugar as lagrimas.

No fim não sabia se ria ou se chorava tamanho foi o choque sentimental que este livro teve sob minha pessoa. E posso dizer com toda a certeza que foi um livro denso, profundo e dinâmico.”

A resenha foi feita por Michel Souza e postada no Clube do Livro – Leitores Vorazes

Sinopse e Primeiro Capítulo

livro-aberto

Beatriz e Matheus se conhecem desde sempre. Cresceram juntos, iam para a escola juntos e passavam basicamente todo o tempo juntos até que um dia percebem que o que sentem um pelo outro não é apenas amizade, mas sim o mais puro e belo amor. Juntos eles viverão intensamente cada segundo desse amor, mas juntos também terão de lutar contra uma doença da qual pode destruir todos seus sonhos e desejos. Terá forças o suficiente esse amor para acabar com uma enfermidade? Terão poder o suficiente as estrelas de realizar um pedido e salvar uma vida? Ou isso não passa de uma lenda ao mesmo tempo em que essa linda historia de amor pode também se tornar uma com seus capítulos inacabados?

“Deitei no colchão e Matheus esticou a mão para baixo, pegando a minha, por mais que eu estivesse com sono e realmente estava não conseguia dormir, novamente me peguei olhando as estrelas no teto de Matheus, mas sem cabeça para conta-las, apenas vendo-as segurando a mão de Matheus, uma das estrelas, que ficava presa na parede, logo abaixo do teto, era uma estrela cadente, eu sabia que não era uma estrela de verdade mas mesmo assim eu fiz um pedido, que no próximo exame de Matheus mostrasse que não foi nada, torcendo para que mesmo aquela estrela não sendo verdadeira, ela realizasse meu pedido, depois de um tempo eu acabei pegando no sono.”

O primeiro capítulo está disponível clicando aqui

Sobre o Blog

Caro leitores,
Esse blog foi construindo no intuito de divulgar o meu livro “Sob as Estrelas”. A ideia do livro surgiu por volta do mês de Junho de 2012 e durante o ano eu fui escrevendo-o, ao divulgar uma parte do livro no meu facebook, vi que a mesma agradou muitas pessoas e foi aí que construí a página do livro no facebook no dia 24 de Agosto de 2012 para unir os que ficaram interessados no livro.

Terminei o livro no dia 18 de Janeiro de 2013 foi quando começou a saga em busca da editora, mas a primeira coisa que fiz foi registrar o livro no EDA, para poder passa-lo a amigos que pudessem fazer a resenha e também me ajudar na revisão do livro. Aqui irei divulgar toda a saga que terei a partir de hoje até a data que meu livro for parar nas livrarias, espero que gostem e também que possa ajudar a novos escritores à publicarem seus livros.