Resenha by Mari S

A princípio imaginei que não fosse me interessar muito pela história, pois, logo no comecinho, já ficamos sabendo que se trata da vida de adolescentes que estão no 9º ano do colégio. Logo eu pensei que já não pertenço a esse mundo de colégio faz tempo (na minha época nem existia 9º ano) então não ia me identificar tanto com os personagens.

Mas continuei a leitura e muitas vezes me peguei relembrando situações que aconteceram comigo e com meus amigos. Ri sozinha ao lembrar dos bilhetes passados em sala de aula como se fossem salas de bate papo da internet. Sim, eu fazia isso (e muito) na época de 8ª série (um beijo especial às melhores amigas de sempre: Thaís, Rafaela, Júlia e Fabiana, lembram disso, meninas?) e a história foi, pouco a pouco, me cativando.

Me envolvi com a vida de Beatriz e Matheus: dois amigos inseparáveis que, de repente, percebem que o que há entre eles é muito mais do que apenas uma amizade e o livro mostra isso de forma muito leve – da amizade nasceu o amor – simples assim!

Assim como eu, tenho certeza que as meninas também vão achar o Matheus um fofo, que dispensa uma das garotas da sala para, finalmente, se declarar para a Bia sem saber se ela sente o mesmo por ele, mas sentia, e eu adorei quando ficaram juntos.

Como nem tudo são flores, uma doença bastante grave veio para aterrorizar o romance dos dois. Matheus descobre que está muito doente e Beatriz busca forças das estrelas para ajudá-lo a passar por essa fase.

Um livro muito tocante que, como eu disse à autora, me fez chorar bastante. Nos mostra a importância do amor e, acima de tudo da amizade. Um com o outro, sempre! Afinal, a doença estava debilitando não só o namorado de Bia, mas, principalmente seu melhor amigo.

Quem gosta de livro na temática de “A Culpa é das Estrelas” (quem leu a resenha que eu fiz deste livro aqui, sabe que eu ameeeeeiiii) também vai se apaixonar por Matheus e Beatriz.

Mione Le Fay, todo o sucesso do mundo para você!

Espero que gostem!

Anúncios